Logo do Site - Banco de Questões

Questões Sobre Era Vargas - História - 3º ano do ensino médio

1) A Era Vargas foi um período de grandes transformações na legislação trabalhista do Brasil. Vargas criou a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) em 1943, que reunia uma série de direitos e deveres dos trabalhadores e dos empregadores. Entre esses direitos, podemos mencionar:

  • A) salário mínimo, férias remuneradas, jornada de trabalho de oito horas e carteira de trabalho
  • B) décimo terceiro salário, licença-maternidade, seguro-desemprego e fundo de garantia
  • C) vale-transporte, vale-refeição, plano de saúde e participação nos lucros
  • D) aposentadoria por tempo de serviço, auxílio-doença, auxílio-acidente e pensão por morte
  • E) adicional noturno, adicional de periculosidade, adicional de insalubridade e hora extra
FAZER COMENTÁRIO

A alternativa correta é a letra A.

A CLT de 1943 estabeleceu uma série de direitos trabalhistas que até hoje estão em vigor no Brasil. Entre esses direitos, podemos mencionar o salário mínimo, as férias remuneradas, a jornada de trabalho de oito horas e a carteira de trabalho. Esses direitos foram conquistados pelos trabalhadores após anos de lutas e reivindicações, e foram incorporados pelo governo de Vargas como forma de ampliar o seu apoio popular e de controlar o movimento sindical. Os demais direitos mencionados nas outras alternativas foram criados posteriormente, em diferentes momentos da história brasileira.

Continua após a publicidade..

2) A Era Vargas foi um período de grande conflito político e social no Brasil. Diversos grupos e setores da sociedade se opuseram ao governo de Vargas, por diferentes motivos e interesses. Entre esses grupos e setores, podemos citar:

  • A) os comunistas, os integralistas, os tenentistas e os paulistas
  • B) os militares, os estudantes, os artistas e os indígenas
  • C) os latifundiários, os escravos, os imigrantes e os padres
  • D) os liberais, os socialistas, os anarquistas e os monarquistas
  • E) os empresários, os operários, os negros e as mulheres
FAZER COMENTÁRIO

A alternativa correta é a letra A.

Os comunistas, os integralistas, os tenentistas e os paulistas foram alguns dos grupos e setores que se opuseram ao governo de Vargas, por diferentes motivos e interesses. Os comunistas eram contrários ao regime capitalista e oligárquico que Vargas representava, e tentaram promover uma revolução socialista no Brasil em 1935, conhecida como Intentona Comunista. Os integralistas eram adeptos de uma ideologia nacionalista, autoritária e fascista, que rivalizava com o populismo de Vargas. Eles tentaram dar um golpe de Estado em 1938, conhecido como Levante Integralista. Os tenentistas eram oficiais do Exército que participaram da Revolução de 1930 e apoiaram Vargas inicialmente, mas se afastaram dele após o golpe de 1937, que instaurou o Estado Novo. Eles formaram a Aliança Nacional Libertadora (ANL), que se aliou aos comunistas na Intentona Comunista. Os paulistas eram os representantes da oligarquia cafeeira, que perderam o poder político com a ascensão de Vargas. Eles se rebelaram contra o governo federal em 1932, na Revolução Constitucionalista, que exigia a convocação de uma Assembleia Constituinte e a autonomia dos estados.

3) Qual foi o movimento político que levou Getúlio Vargas ao poder em 1930?

  • A) Revolução Constitucionalista
  • B) Revolução de 1932
  • C) Revolução de 1930
  • D) Revolução de 1924
  • E) Revolta da Vacina
FAZER COMENTÁRIO

A alternativa correta é a letra C.

A Revolução de 1930 foi o movimento político que derrubou a República Velha, marcada pela hegemonia das oligarquias de São Paulo e Minas Gerais, que se revezavam no poder através de um acordo conhecido como política do café com leite. A crise econômica provocada pela queda do preço do café e a insatisfação das elites regionais com a quebra do pacto oligárquico nas eleições de 1930 foram os principais fatores que desencadearam a revolta. Liderada por Getúlio Vargas, então governador do Rio Grande do Sul, e apoiada por outros estados como Minas Gerais e Paraíba, a revolução venceu as forças governistas e levou Vargas ao poder como chefe do Governo Provisório.

Continua após a publicidade..

4) O que foi o Estado Novo?

  • A) Foi o nome dado ao período em que o Brasil foi governado por uma junta militar, após o golpe de 1964
  • B) Foi o nome dado ao período em que o Brasil foi governado por Juscelino Kubitschek, que promoveu o desenvolvimento econômico e a construção de Brasília
  • C) Foi o nome dado ao período em que o Brasil foi governado por Getúlio Vargas, que implantou uma ditadura de cunho nacionalista e populista
  • D) Foi o nome dado ao período em que o Brasil foi governado por João Goulart, que tentou implementar as reformas de base e enfrentou a oposição dos militares e dos conservadores
  • E) Foi o nome dado ao período em que o Brasil foi governado por Fernando Henrique Cardoso, que realizou o Plano Real e a estabilização da moeda
FAZER COMENTÁRIO

A alternativa correta é a letra C.

O Estado Novo foi o nome dado ao período em que o Brasil foi governado por Getúlio Vargas, que implantou uma ditadura de cunho nacionalista e populista. Esse período durou de 1937 a 1945, e foi marcado pela centralização do poder nas mãos de Vargas, pela supressão das liberdades democráticas, pela censura à imprensa e pela propaganda ideológica. O Estado Novo também promoveu uma série de medidas sociais e econômicas, como a criação da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), a criação da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial ao lado dos Aliados.

5) A Era Vargas foi marcada pela forte presença do Estado na economia, na política e na sociedade brasileira. Uma das formas de intervenção estatal foi a criação de empresas públicas que tinham como objetivo promover o desenvolvimento nacional e reduzir a dependência externa. Entre essas empresas, podemos citar:

Fonte: própria

  • A) Petrobras, Vale do Rio Doce e Eletrobrás
  • B) Embrapa, Telebrás e Siderbrás
  • C) CSN, CEMIG e BNDES
  • D) Embraer, Nuclebrás e Itaipu Binacional
  • E) CEF, Banco do Brasil e Banco Central
FAZER COMENTÁRIO

A alternativa correta é a letra C.

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), a Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) foram criados durante a Era Vargas, como parte da política de industrialização e planejamento econômico do governo. A CSN foi inaugurada em 1941, com o objetivo de produzir aço para as indústrias de base e de bens de consumo duráveis. A CEMIG foi fundada em 1952, com a finalidade de gerar e distribuir energia elétrica para o estado de Minas Gerais e para outras regiões do país. O BNDES foi criado em 1952, com a missão de financiar projetos de infraestrutura e de desenvolvimento econômico e social.

Continua após a publicidade..

6) A Era Vargas também foi um período de intensa mobilização social e cultural no Brasil. Diversos movimentos e manifestações artísticas surgiram ou se consolidaram nesse contexto, expressando as contradições, os conflitos e as aspirações da sociedade brasileira. Entre esses movimentos e manifestações, podemos destacar:

Fonte: própria

  • A) o Modernismo, o Cinema Novo e a Bossa Nova
  • B) o Tropicalismo, o Concretismo e a Tropicália
  • C) o Romantismo, o Realismo e o Naturalismo
  • D) o Barroco, o Arcadismo e o Neoclassicismo
  • E) o Regionalismo, o Integralismo e o Samba
FAZER COMENTÁRIO

A alternativa correta é a letra E.

O Regionalismo, o Integralismo e o Samba foram movimentos e manifestações artísticas que se destacaram na Era Vargas. O Regionalismo foi uma tendência literária que buscava retratar as realidades regionais do Brasil, valorizando as culturas locais e denunciando as desigualdades sociais. Alguns dos principais autores regionalistas foram Graciliano Ramos, José Lins do Rego, Jorge Amado e Rachel de Queiroz. O Integralismo foi um movimento político e cultural que defendia uma ideologia nacionalista, autoritária e fascista, inspirada no modelo italiano de Mussolini. O líder do Integralismo no Brasil foi Plínio Salgado, que fundou a Ação Integralista Brasileira (AIB) em 1932. O Samba foi uma manifestação musical que se popularizou na Era Vargas, especialmente com o apoio da rádio e do cinema. O samba expressava a cultura e a identidade do povo brasileiro, especialmente dos negros e dos mestiços. Alguns dos principais sambistas foram Noel Rosa, Cartola, Ary Barroso e Carmen Miranda.

7) A Era Vargas terminou em 1945, com a deposição de Getúlio Vargas por um movimento militar que exigia a redemocratização do país. Esse movimento foi motivado por diversos fatores, entre os quais podemos citar:

  • A) a derrota do Eixo na Segunda Guerra Mundial e a pressão dos países aliados pela democratização do Brasil
  • B) a vitória do Eixo na Segunda Guerra Mundial e a imposição dos países do Eixo pela democratização do Brasil
  • C) a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial ao lado do Eixo e a oposição dos países aliados à ditadura de Vargas
  • D) a neutralidade do Brasil na Segunda Guerra Mundial e a insatisfação dos países aliados e do Eixo com a política de Vargas
  • E) a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial ao lado dos aliados e a contradição entre o regime autoritário de Vargas e os ideais de liberdade e democracia defendidos pelos aliados
FAZER COMENTÁRIO

A alternativa correta é a letra E.

O Brasil participou da Segunda Guerra Mundial ao lado dos aliados, após romper relações diplomáticas com o Eixo em 1942 e declarar guerra à Alemanha e à Itália em 1942. O Brasil enviou tropas para combater na Europa, sob o comando da Força Expedicionária Brasileira (FEB). Essa participação colocou o Brasil em uma situação contraditória, pois o regime de Vargas era inspirado nos modelos fascistas do Eixo, mas o país lutava contra o fascismo ao lado dos aliados. Essa contradição gerou uma forte pressão interna e externa pela democratização do Brasil, que culminou com o golpe militar de 1945, que depôs Vargas e convocou eleições presidenciais.

Continua após a publicidade..

8) A depressão que afetou a economia mundial entre 1929 e 1934 se anunciou, ainda em 1928, por uma queda generalizada nos preços agrícolas internacionais. Mas o fator mais marcante foi a crise financeira detonada pela quebra da Bolsa de Nova Iorque. Disponível em: 6. Acesso em: 20 abr. 2015 (adaptado).

Fonte: Enem/2019

Perante o cenário econômico descrito, o Estado brasileiro assume, a partir de 1930, uma política de incentivo à:

  • A) industrialização interna para substituir as importações
  • B) nacionalização de empresas estrangeiras atingidas pela crise
  • C) venda de terras a preços acessíveis para os pequenos produtores
  • D) entrada de imigrantes para trabalhar nas indústrias de base recém-criadas
  • E) abertura de linhas de financiamento especial para empresas do setor terciário
FAZER COMENTÁRIO

A alternativa correta é a letra A.

Um dos efeitos da Crise de 1929 no Brasil foi a redução da exportação de café, o artigo mais importante de nossa economia. Isso impactou diretamente na economia brasileira porque limitou a entrada de dividendos e reduziu a capacidade de importações que nosso país poderia fazer. Assim, era necessário diversificar a economia nacional de forma a produzir aqui o que não mais poderia ser comprado do exterior. Além disso, a industrialização fazia parte da política econômica de Vargas, defensor da intervenção estatal na economia, uma vez que ele tinha uma proposta econômica nacionalista. O resultado disso foi que, entre 1933 e 1939, a indústria brasileira cresceu 11,2%.

9) O marco inicial das discussões parlamentares em torno do direito do voto feminino são os debates que antecederam a Constituição de 1824, que não trazia qualquer impedimento ao exercício dos direitos políticos por mulheres, mas, por outro lado, também não era explícita quanto à possibilidade desse exercício. Foi somente em 1932, dois anos antes de estabelecido o voto aos 18 anos, que as mulheres obtiveram o direito de votar, o que veio a concretizar-se no ano seguinte. Isso ocorreu a partir da aprovação do Código Eleitoral de 1932. Disponível em: 7. Acesso em: 14 maio 2018.

Fonte: Enem/2017

Um dos fatores que contribuíram para a efetivação da medida mencionada no texto foi a

  • A) superação da cultura patriarcal
  • B) influência de igrejas protestantes
  • C) pressão do governo revolucionário
  • D) fragilidade das oligarquias regionais
  • E) campanha de extensão da cidadania
FAZER COMENTÁRIO

A alternativa correta é a letra E.

A reforma no sistema eleitoral brasileiro foi uma das respostas de Getúlio Vargas para a pressão que ele sofria pela constitucionalização do país e pela realização de eleição presidencial. Essa pressão vinha sobretudo de São Paulo, o estado que mais perdeu poder político com a ascensão de Vargas à presidência. A concessão do voto feminino foi uma forma de ampliar a participação política e social das mulheres, que já vinham se mobilizando por essa causa desde o início do século XX. Além disso, o voto feminino também representava uma forma de modernizar o país e de se alinhar com outras nações que já haviam adotado essa medida.

Continua após a publicidade..

10) A caricatura revela um momento da chamada “era de Vargas”, quando Getúlio preparava-se para

Fonte: PUC-Campinas

  • A) assumir a presidência da República, após a sua eleição indireta pela Assembleia Constituinte
  • B) liderar um golpe militar, instaurando um período histórico conhecido por Estado Novo
  • C) disputar as eleições diretas para a presidência da República, no contexto da redemocratização do país
  • D) executar os princípios do Plano Cohen, visando impedir o avanço dos comunistas e dos integralistas ao poder
  • E) comandar uma revolução constitucionalista, contra a oligarquia do setor agroexportador
FAZER COMENTÁRIO

A alternativa correta é a letra B.

A caricatura mostra Getúlio Vargas vestido de Napoleão Bonaparte, o imperador francês que se tornou um símbolo de autoritarismo e centralização do poder. A imagem faz uma alusão ao golpe de Estado que Vargas deu em 1937, rompendo com a Constituição de 1934 e instaurando uma ditadura conhecida como Estado Novo. Esse golpe foi justificado pela suposta ameaça comunista representada pelo Plano Cohen, um documento forjado pelos integralistas que simulava um levante revolucionário no Brasil. O Estado Novo durou até 1945, quando Vargas foi deposto por um movimento militar que exigia a redemocratização do país.