Logo do Site - Banco de Questões
Continua após a publicidade..

(IFBA/2019) “Voyages contém dados sobre mais de 3,8 milhões de escravos embarcados em navios luso- brasileiro na África e cerca de 3,4 milhões desembarcados nas Américas (…). A maior parte dos africanos trazidos por comerciantes luso-brasileiros embarcou em navios que haviam partido de portos brasileiros. De acordo com Voyages, pelo menos 37% dos escravos transportados por traficantes luso-brasileiros embarcaram em navios que haviam partido do Rio de Janeiro, 36% em navios saídos de Salvador da Bahia e 12% em embarcações de Recife em Pernambuco. O restante, cerca de 15%, foi transportado em navios que haviam partido de outros portos, com Lisboa, Porto, Belém do Pará e São Luís do Maranhão.”

SILVA, Daniel B. Domingues da. Brasil e Portugal no Comércio atlântico de escravos: um balanço histórico e estatístico. In. GUEDES, Roberto (org.). África – Brasileiros e Por- tugueses. Rio de Janeiro, Mauad X, 2013 p.53-54.

No início do século XVII, o tráfico de escravos da África para o Brasil passou a ser regular e tinha intima relação com as economias desenvolvidas no Brasil colonial. Com base nos dados apresentados, é possível afirmar que:

Marque a alternativa que apresenta as preposições verdadeiras:

Continua após a publicidade..

Resposta:

A alternativa correta é letra D)

  • A proposição I é verdadeira, pois o porto do Rio de Janeiro era o principal destino dos escravos africanos que abasteciam a economia mineradora do século XVIII, especialmente na região das Minas Gerais.
  • A proposição II é verdadeira, pois a cidade do Salvador era o principal centro da economia açucareira do Nordeste, que dependia da mão de obra escrava para a produção e o comércio do açúcar e do tabaco.
  • A proposição III é falsa, pois Pernambuco não estava em decadência econômica no século XVII, mas sim em expansão, graças à produção de açúcar e à participação na Guerra dos Mascates, que lhe garantiu maior autonomia política e administrativa.
  • A proposição IV é verdadeira, pois o tráfico de escravos era uma atividade lucrativa e essencial para a manutenção das economias coloniais baseadas na exploração da terra e do trabalho.
Continua após a publicidade..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após a publicidade..