Logo do Site - Banco de Questões
Continua após a publicidade..

Como foi que um arranha-céus “derreteu” um carro?

É uma questão de reflexo. Se um prédio é curvilíneo e tem várias janelas planas, que funcionam como espelhos, os reflexos se convergem em um ponto” diz Chris Shepherd, do Instituto de Física de Londres.
O edifício de 37 andares, ainda em construção, é de fato um prédio curvilíneo e o carro, um Jaguar, estava estacionado em uma rua próxima ao prédio, exatamente no ponto atingido por luzes refletidas e não foi o único que sofreu estrago.
O fenômeno é consequência da posição do Sol em um determinado período do ano e permanece nessa posição por duas horas por dia. Assim, seus raios incidem de maneira oblíqua às janelas do edifício. 
(bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/09/130904_como_luzrefletida_ derrete_carro_an.shtml Acesso em: 13.09.2013. Adaptado. Foto: Original colorido)
Considerando o fato descrito e a figura da pessoa observando o reflexo do Sol no edifício, na mesma posição em que estava o carro quando do incidente, podemos afirmar corretamente que o prédio se assemelha a um espelho
Continua após a publicidade..

Resposta:

A alternativa correta é letra E

O prédio se assemelha muito a um espelho côncavo, pois ele converge os raios de luz para um determinado ponto. Quanto a posição do carro, ele deve estar situado em um foco secundário, pois é onde os raios irão convergir, já que os raios incidentes são paralelos ao prédio. 
Deste modo, a alternativa correta é a alternativa "e", "côncavo e o carro posicionou-se em um foco secundário.".
Continua após a publicidade..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após a publicidade..