Logo do Site - Banco de Questões
Continua após a publicidade..

Pesquisas odontológicas buscam por modalidades adjuvantes de tratamento antimicrobiano com menor possibilidade de efeitos colaterais para o indivíduo. Oscar Raab, em 1900, observou a morte de microorganismos quando expostos à luz solar e ao ar, na presença de certos corantes, o que seria o princípio de uma nova modalidade clínica conhecida como Terapia Fotodinâmica (TFD). A fotossensibilização depende do corante utilizado, da sua concentração, fluência e intensidade de potência do laser, e da espécie bacteriana envolvida. Para ativar as substâncias fotossensibilizadoras responsáveis pelo processo fotodinâmico, é necessário o uso de luz com frequência ressonante com o nível de absorção óptica da referida substância. Para o processo fotodinâmico, a luz ideal deve ter densidade de potência adequada e ser colimada. A alta colimação dos feixes laser somados às altas densidades de potência fazem desse o equipamento ideal para a ativação. Lasers sólidos tipo Nd:YAG têm sido empregados mais recentemente, mas ainda apresentam elevado custo. No entanto, empregando-se lasers Nd:YAG, associados a alguns dispositivos ópticos, obtêm-se feixes de laser na faixa de 200 a 2 000nm, o que atende boa parte dos agentes fotossensibilizadores do mercado.

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/FOL/article/viewArticle/248 (adaptado) Acessado em: 27/03/2016
http://www.if.ufrgs.br/oei/cgu/espec/intro.htm [Adaptado]
Acessado em: 27/03/2016
http://www.medicompras.com/equipo-laseryag-
nd-q-switched Acessado em: 27/03/2016
 
Considerando-se a faixa dos tipos de feixes de lasers obtidos empregando-se lasers sólidos Nd:YAG, concluímos que as frequências produzidas estão na região compreendida entre:
Continua após a publicidade..

Resposta:

A alternativa correta é letra D

Devemos analisar a faixa de frequência compreendida por tal dispositivo. Sabemos tal faixa em comprimento de onda, e para descobrir a frequência temos que utilizar a seguinte fórmula:

v = f*λ => f = v/λ
Donde λ é o comprimento de onda, f é a frequência e v é a velocidade.

Pelo que sabemos o menor comprimento de onda produzido é o de 200 nm, enquanto o maior é de 2000 nm. Lembrando que 1 nm = 10-9 m. Sabendo que a velocidade da luz é de 3*108 m/s, temos:

f1 = (3*10
8 m/s)/(200*10-9 m) = 1,5*1015 Hz
f2 = (3*108 m/s)/(2000*10-9 m) = 1,5*1014 Hz

Pelo enunciado, podemos ver que as frequências encontradas estão na faixa do infravermelho ( 3 x 1012 < 1,5 x 1014 < 4,3 x 1014) e ultravioleta (7,5 x 1014 < 1,5 x 1015 < 3 x 1017.

Alternativa D)
Continua após a publicidade..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após a publicidade..