Logo do Site - Banco de Questões
Continua após a publicidade..

Em relação à Intersecção Psicopatologia e Criminologia, assinale a alternativa correta.

Continua após a publicidade..

Resposta:

ESTA QUESTÃO FOI ANULADA, NÃO POSSUI ALTERNATIVA CORRETA

Questão anulada

Em relação à Intersecção Psicopatologia e Criminologia, assinale a alternativa correta.

 

A questão foi anulada devido ao enunciado não ser muito específico, mas podemos avaliar as afirmativas e sua veracidade.

“Prezados Candidatos, em resposta aos recursos interpostos, temos a esclarecer que a questão será anulada, tendo em vista um equívoco na formulação da questão que prejudicou a correta interpretação por parte dos candidatos. Portando recurso deferido.”


a)  A doença mental que aparece vinculada até hoje a questões do crime é uma construção que, continuamente, busca seus alicerces no discurso médico.

Certo!

“Os antropólogos têm contribuído enormemente para esclarecer a questão da relatividade cultural do conceito e do fenômeno normal e patológico. Também a psicologia transcultural, acima abordada, ao realizar estudos de índole intra e transcultural, aponta as falhas na determinação dos critérios de normal e anormal. Nesse sentido, concordamos com Michel Foucault (2004) quando afirma que a doença somente é tida e valorizada como tal no interior de uma cultura que assim a reconhece. A doença mental é uma construção que até hoje busca seus alicerces no discurso médico. Importante, também, salientar a noção de loucura, apontada por Franco Basaglia (apud Bock et al., 2018). Segundo ele, a loucura, assim como todas as doenças, seria expressão das contradições do nosso corpo orgânico e social. A doença, sendo uma contradição que se verifica no ambiente social, não é um produto apenas da sociedade, mas uma interação dos níveis que nos compõem: o biológico, o sociológico e o psicológico.”


b)  Segundo a Psicanálise, as doenças mentais são entendidas como desorganizações da personalidade e relacionam-se a um desarranjo biológico.

Errado. A psicanálise não trabalha com conceitos biológicos.

“Assim sendo, Freud, partindo de uma abordagem médica, construiu um liame – através da psicanálise – entre a abordagem médica e a psicológica da chamada doença mental. Esta, a abordagem psicológica, encara a doença mental como uma “desorganização da personalidade”. A doença instala-se e leva a uma alteração da estrutura da personalidade ou a um desvio progressivo em seu desenvolvimento. Dessa forma, as doenças mentais definem-se a partir do grau de perturbação da personalidade, isto é, do grau de desvio do que é considerado comportamento padrão ou personalidade normal.”


c)  A escola é o local em que as crianças podem vir a desenvolver caráter criminoso através dos modelos de identificação e controle.

Errado. A criminalidade é um fenômeno multicausal, não tendo apenas um local de origem.


d)  Delitos dolosos são aqueles em que o sujeito é considerado inimputável.

Errado. Delitos dolosos são os realizados com atos voluntários e resultados intencionais. Não tem relação com a imputabilidade.


e)  O sujeito é considerado imputável se possui laudo que garanta Psicopatologia.

Errado. A imputabilidade tem a ver com a capacidade de compreensão e autodeterminação do sujeito. Quando há psicopatologia que diminua essa capacidade, o sujeito é inimputável.

“De acordo com a interpretação do artigo citado, temos que a imputabilidade penal implica o entendimento por parte da pessoa, no sentido de que saiba que a ação praticada foi ilícita, ou seja, contrária à ordem jurídica. Também é necessário que ela possa agir de acordo com esse entendimento, compreensão esta que pode estar prejudicada em razão de psicopatologias ou de deficiências cognitivas”

 

Fonte: Pinheiro, Carla Manual de psicologia jurídica / Carla Pinheiro. – 5. ed. – São Paulo : Saraiva Educação, 2019

Continua após a publicidade..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após a publicidade..