Logo do Site - Banco de Questões
Continua após a publicidade..

Quando refletimos sobre o papel da Psicologia e o acesso à Justiça e na garantia dos Direitos Humanos, podemos citar Rovinski e Cruz (2009) que afirmam: “Vale destacar os problemas e os enfrentamentos sócio-profissionais no âmbito dos direitos humanos, da violência social e intrafamiliar, das políticas públicas de atenção à infância e juventude […]”. (ROVINSKI; CRUZ, 2009, p. 9). A esse respeito, analise as afirmativas abaixo levando em consideração os autores citados.

I. Devemos empreender esforços para discutir os domínios teóricos e melhor fundamentar a intervenção profissional dos psicólogos nas instituições jurídicas.

II. A produção científica tem-se ampliado tanto quantitativamente quanto qualitativamente para a prática nos diversos contextos jurídicos.

III. Os modelos de aprisionamento e suas implicações nos processos de reintegração social dos egressos não têm sido discutidos no âmbito sócio-profissional do psicólogo.

Estão corretas as afirmativas:

Continua após a publicidade..

Resposta:

A alternativa correta é letra D)  I, II e III

Gabarito: Letra D

 

Certo! Veja o que diz a bibliografia indicada:

 “Empreender esforços para discutir os domínios teóricos e melhor fundamentar a intervenção profissional dos psicólogos nas instituições jurídicas é um desafio permanente ao aperfeiçoamento, principalmente porque a ampla atuação dos psicólogos no campo jurídico tem gerado uma crescente diversidade de questões e maior complexidade para seu entendimento. Esta demanda, porém, não parece ter imobilizado o profissional que trabalha nesta área específica do conhecimento psicológico.”

 

Certo! Veja o que diz a bibliografia indicada:

Cada vez mais temos observado um incremento nas pesquisas acadêmicas que tratam dos mais variados temas da Psicologia Jurídica. A produção científica tem-se ampliado não só em termos quantitativos, como qualitativos, gerando fundamentos científicos para a prática nos mais diversos contextos jurídicos. São psicólogos refletindo sobre o seu próprio fazer e buscando sustentação teórica para as suas práticas profissionais” 

 

Certo! Veja o que diz a bibliografia indicada:

 “A prática tem demonstrado que, apesar do campo já ser de reconhecimento social, a dinâmica das questões abordadas pelo psicólogo e a constante tensão gerada na relação entre Psicologia e Direito têm trazido uma nova demanda de desafios – exigindo uma reflexão constante frente a prática profissional. Vale destacar os problemas e os enfrentamentos sócioprofissionais no âmbito dos direitos humanos, da violência social e intrafamiliar, das políticas públicas de atenção à infância e juventude, dos conflitos familiares e suas alternativas de resolução, dos processos periciais, da atenção psicológica às vítimas de violência e exclusão social, dos modelos de aprisionamento e suas implicações nos processos de reintegração social dos egressos.”

 

Nosso gabarito é Letra D.

 

Fonte: Psicologia jurídica: perspectivas teóricas e processos de intervenção / Sonia Liane Reichert Rovinski, Roberto Moraes Cruz organizadores — 1. ed. — São Paulo : Vetor, 2009.

Continua após a publicidade..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após a publicidade..