Logo do Site - Banco de Questões
Continua após a publicidade..

(Unifesp) A raflésia é uma planta asiática que não possui clorofila e apresenta a maior flor conhecida, chegando a 1,5 metro de diâmetro. O caule e a raiz, no entanto, são muito pequenos e ficam ocultos no interior de outra planta em que a raflésia se instala, absorvendo a água e os nutrientes de que necessita. Quando suas flores se abrem, exalam um forte odor de carne em decomposição, que atrai muitas moscas em busca de alimento. As moscas, ao detectarem o engano, saem da flor, mas logo pousam em outra, transportando e depositando no estigma desta os grãos de pólen trazidos da primeira flor. O texto descreve duas interações biológicas e um processo

Continua após a publicidade..

Resposta:

A alternativa correta é a letra E.

A raflésia é uma planta parasita que se alimenta da seiva de outra planta chamada Tetrastigma. Ela não possui clorofila, caule, folhas ou raízes, e só produz uma enorme flor que chega a 1,5 metro de diâmetro. Essa flor exala um cheiro de carne podre que atrai as moscas, que são responsáveis pela polinização da raflésia. As moscas levam o pólen de uma flor para outra, mas não recebem nenhum benefício em troca.

O texto descreve duas interações biológicas e um processo, que são:

  • Parasitismo: a relação entre a raflésia e a Tetrastigma, na qual a raflésia se beneficia e a Tetrastigma é prejudicada.
  • Comensalismo: a relação entre a raflésia e as moscas, na qual a raflésia se beneficia e as moscas não são afetadas.
  • Polinização: o processo de transferência de pólen entre as flores da raflésia, que permite a reprodução da planta.
Continua após a publicidade..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após a publicidade..