Logo do Site - Banco de Questões
Continua após a publicidade..

A censura foi um dos instrumentos utilizados pelo regime militar para controlar e reprimir as manifestações culturais, artísticas, jornalísticas e políticas contrárias ao governo. A censura consistia na fiscalização, proibição ou alteração de obras, espetáculos, programas, notícias e opiniões que fossem considerados subversivos, imorais ou ofensivos à moral e aos bons costumes. A censura foi instituída pelo Ato Institucional nº 2, em 1965, e intensificada pelo Ato Institucional nº 5, em 1968.

RIDENTI, Marcelo. Em busca do povo brasileiro: artistas da revolução, do CPC à era da TV. Rio de Janeiro: Record, 2000.

Quais foram as principais formas de resistência e de contestação à censura por parte dos artistas e intelectuais brasileiros?

Continua após a publicidade..

Resposta:

A alternativa correta é a letra a.

Os artistas e intelectuais brasileiros resistiram e contestaram a censura de diversas formas, entre elas:

  • A utilização de metáforas, alegorias, ironias e duplos sentidos nas obras, para driblar a vigilância dos censores e transmitir mensagens críticas ao regime. Exemplos disso são as canções de Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Geraldo Vandré, entre outros; as peças de teatro de Oduvaldo Vianna Filho, Augusto Boal, Plínio Marcos, entre outros; os filmes do Cinema Novo, de Glauber Rocha, Nelson Pereira dos Santos, Ruy Guerra, entre outros; os livros de Carlos Heitor Cony, Rubem Fonseca, Clarice Lispector, entre outros.
  • A criação de movimentos culturais alternativos, que buscavam expressar a diversidade e a criatividade da cultura brasileira, valorizando as raízes populares, regionais e afro-brasileiras. Exemplos disso são o Tropicalismo, a Tropicália, o Teatro de Arena, o Teatro Oficina, o Cinema Marginal, a Poesia Marginal, entre outros.
  • O exílio voluntário ou forçado, que consistia em sair do país para escapar da perseguição e da violência do regime, e também para buscar novas formas de expressão e de contato com outras culturas. Muitos artistas e intelectuais brasileiros se exilaram em países como França, Inglaterra, Estados Unidos, México, Chile, Argentina, Portugal, entre outros.

As demais alternativas são incorretas, pois a adesão aos movimentos culturais oficiais e a renúncia à utilização de metáforas, alegorias, ironias e duplos sentidos nas obras não foram formas de resistência e de contestação à censura, mas de conformismo e de submissão ao regime.

Continua após a publicidade..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após a publicidade..