Logo do Site - Banco de Questões
Continua após a publicidade..

“É comum, no Brasil, a prática de tortura contra presos. A tortura é imoral e constitui crime. Embora não exista ainda na leis penais a definição do ‘crime de tortura’, torturar um preso ou detido é abuso de autoridade somado à agressão e lesões corporais, podendo qualificar-se como homicídio, quando a vítima da tortura vem a morrer. Como tem sido denunciado com grande frequência, policiais incompetentes, incapazes de realizar uma investigação séria, usam a tortura para obrigar o preso a confessar um crime. Além de ser um procedimento covarde, que ofende a dignidade humana, essa prática é legalmente condenada. A confissão obtida mediante tortura não tem valor legal e o torturador comete crime, ficando sujeito a severas punições.”

(Dalmo de Abreu Dallan)

Pode-se afirmar que esse trecho é uma argumentação:

Continua após a publicidade..

Resposta:

Sim, pode-se afirmar que o trecho apresentado é uma argumentação, conforme a definição de texto argumentativo. O autor apresenta um ponto de vista sobre a prática de tortura contra presos no Brasil e defende sua posição por meio de argumentos e exemplos. O texto apresenta uma estrutura típica de uma argumentação, com uma tese clara, argumentos que a sustentam e uma conclusão que reforça a posição do autor. Portanto, a alternativa correta é a letra D, que afirma que o texto consegue fazer uma denúncia contundente, usando, entre outros recursos, a ênfase, por meio da repetição de um substantivo abstrato em todos os períodos, bem como a predominância de orações coordenadas sindéticas, que expressam o prolongamento das ideias repudiadas.

Continua após a publicidade..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continua após a publicidade..